Coleção: Cabrita Wines

Sobre o Produtor

Na Quinta da Vinha, propriedade de José Manuel Cabrita, desenha-se o futuro dos vinhos algarvios. Algumas das castas que dão fama aos terroirs do Sul de Portugal convivem em cerca de 6,6 hectares, dando origem a vinhos frescos, elegantes e muito gastronómicos. Clique aqui para consultar todo o catálogo de vinhos portugueses da Região do Algarve. Poucas histórias resultam num presente tão feliz ou num futuro tão promissor como o dos vinhos algarvios. Graças ao talento e dedicação dos seus produtores, o Algarve assistiu ao nascimento de um dos portefólios mais interessantes à disposição do enófilo contemporâneo. Entre esses produtores, destaca-se a Quinta da Vinha, propriedade de José Manuel Cabrita, reconhecida pela excelência dos seus vinhos premiados em concursos nacionais e internacionais. A Cabrita Wines remonta a 1977 quando o pai do seu atual proprietário adquiriu 6,6 hectares de terreno em Silves para cultivar vinhas. Anos mais tarde, decidiram combinar castas nobres como a Touriga-Nacional, Trincadeira e Aragonês por enxertia, dado que estes vinhos combinavam perfeitamente com o terroir daquela região. Os primeiros vinhos, tinto e rosé Cabrita, surgiram em 2007 em edições de 11300 e 3000 garrafas que logo conquistaram os apreciadores. Os vinhos Cabrita surgem num excelente portefólio composto por três lotes, três castas autóctones e duas reservas que se colocam como a frente do melhor que o Algarve tem para oferecer. O tinto Cabrita, elaborado com Touriga Nacional, Aragonês e Trincadeira impressiona pelo impacto dos seus frutos vermelhos maduros e notas de aroma de chocolate e café. Tem taninos redondos e macios, com boa estrutura e final de boca longo. O branco, um blend de Arinto e Verdelho, é um vinho gastronómico que combina na perfeição com peixes e mariscos que combinam com a sua frescura cítrica. O rosé foi elaborado com as castas tintas e revela grande elegância nos seus aromas de frutos vermelhos, cereja e morango, com a presença de acidez e fruta branca no final. Nas castas, destaca-se o Cabrita Moscatel, galardoado com uma medalha de bronze entre os melhores vinhos do Algarve: doce como não se pode esperar, apresenta grande mineralidade e frescura sendo a escolha ideal para acompanhar sushi, peixe grelhado e saladas, sendo, portanto, muito gastronômico. Cabrita Arinto, uma explosão de frescura e fruta, surpreende pela mineralidade e pela cremosidade que o envelhecimento sobre as borras proporciona. A Negra Mole, de uma antiga casta autóctone, regressa num vinho muito intenso, elegante, com aromas de frutos vermelhos frescos que deve definitivamente ser experimentado. A Reserva vermelha e branca também deve ser enfatizada. O primeiro, feito com Touriga Nacional e Trincadeira, estagia dez meses em barricas de carvalho francês. É um vinho concentrado de cor cereja preta, com aroma intenso a frutos vermelhos, com bom volume na boca e um final de boca muito aromático e prolongado. O Reserva branco, um blend de Arinto e Verdelho, envelhece em barricas novas de carvalho francês. É de cor amarelo pálido com aroma cítrico e tem notas de pêra e especiarias. É encorpado, com uma excelente persistência. Ao longo dos anos, a Cabrita Wines, da Quinta da Vinha tem sido galardoada com inúmeros prémios em concursos nacionais e internacionais: medalhas de Ouro e Grande Ouro no Concours Mondial de Bruxelles; uma medalha de Prata no Wine Masters Challenge; uma profusão de prémios no concurso Grande Mostra de Vinhos de Portugal e na Fatacil. Esta é a prova de que os vinhos de José Manuel Cabrita não passaram despercebidos aos olhos da crítica, merecendo a apreciação dos apreciadores internacionais de vinho deixando assim um rastro de excelência que honra o Algarve e é um exemplo para quem quer criar vinhos da região.

5 produtos