Coleção: Poliglota Beers&Wines

Sobre o Produtor

Ao ouvir o desafio de salvar vinhas velhas plantadas pelo Avô, Micael Baptista soube qual era o seu dever: um trabalho longo e ambicioso e a doçura da mais bela arte: a vinificação. Na sublime região do Dão, ajudada pelas mãos hábeis da reputada enóloga Patrícia Santos, a Quinta da Ramalhosa produz um punhado de excelentes vinhos, despertando a paixão nos entusiastas. Há chamados que surgem com a clareza imensurável do destino. Assim, foi a vocação de Micael Baptista, responsável pelas vinhas da família na Quinta da Ramalhosa. No ano de 2008, enquanto uma imensa crise econômica afetava o continente europeu, Micael sucumbiu ao desânimo de seu pai, que estava disposto a abandonar as vinhas velhas por não poder lucrar com elas. Formado em Produção Agrícola, Micael invocou os pergaminhos, como faria um verdadeiro apaixonado, de sua amada terra. Movido pela visão e pelos sonhos da família, ele se encarregou das cepas de sua terra. Sua paixão pelo terroir despertou a descrença em produções elaboradas e complexas. “O vinho é produzido na vinha”, diz ele, repetidas vezes. A vinha inclui mais de 15 castas diferentes, pois podemos adivinhar a imensidão organoléptica destas produções. Seguindo a mistura da natureza e fazendo uso exclusivo de métodos tradicionais, surgiram castas como Touriga Nacional, Alfrocheiro, Jaen, Tinta Pinheiro, Encruzado, Rabo de Ovelha, Malvasia Fina e muito mais. Com tamanha diversidade, um projeto pequeno, mas estimulante, ganhou vida com um portfólio que conquistou os aficionados. Estes vinhos inesperados, vibrantes, detentores de uma frescura insolúvel, fazem a alma do Dão. Para Micael, estes vinhos são a homenagem à sua família, à sua região e às vinhas com 50 anos que testemunharam o seu nascimento. Para nós, tudo isto são bons motivos para celebrar a imortalidade e a elegância da nossa Borgonha, que terá sempre um lugar especial, por ser tão portuguesa.

5 produtos